E se..

Oi! Como vai você? Eu sei, estou há muito tempo sem dar um post de vida, mas você sabe, sou uma “mulher de fases” e, como já cantava Renatinho, “só apareço, por assim dizer, quando convém aparecer ou quando quero”. Pois bem, já estou completando quase 3 anos de Joanitas (é sexta!), e obviamente, meus interesses também mudaram ao longo desse tempo – ainda bem! E com mudanças, também surgem as incertezas.

“E se eu tivesse comprado a bicicleta ao invés de ter me casado?”
“E se eu tivesse escolhido outro carro?” “E se eu ainda namorasse o João?”

Ultimamente tenho pensado muito como o rumo dos meus acontecimentos poderiam ter sido diferentes se tivesse escolhido a segunda alternativa, o famoso “e se” que acredito importunar várias mentes.

A verdade, e que provavelmente todo mundo sabe, é que de uma forma ou de outra, independente da alternativa e do resultado, ainda sim estaríamos olhando arrependidos para a opção deixada de lado com um tom saudosista, e até levemente masoquista. Sabemos que jamais estaremos completamente satisfeitos e que nada é tão bom que não possa melhorar. A verdade é que queremos “tudo junto e misturado”. O preto e o branco, o arco-íris e o pote de ouro. Eu pelo menos quero.

Mas, se sei que não importa muito a alternativa que escolho, porque continuo me auto-flagelando, pensando naquilo que não foi? Outro dia, no café com as amigas, uma delas disse que independente da escolha, “eu deveria estar em paz comigo mesma”, desse jeito na lata mesmo, tipo meme budista. E isso faz todo o sentido, claro que faz. Mas, “como fas?”

buddha2

 Via Purple Buddha Project

Comments

comments

Related posts:

2 comentários em “E se..

  1. Oi! Vi seu blog lá no rotaroots! Achei muito legal… e me sinto assim tb, pensando e se, e se, e se…. Mas acho que a gente tenta fazer o melhor que pode com a cabeça que tem na época. Realmente temos que nos aceitar (falar é fácil). Bjo! Tomara q vc continue escrevendo! =)

Deixe uma resposta