Dia 1 – Hora de recomeçar

Olá queridos, como vão?

Como podem ter percebido nos últimos meses, o ritmo do Joanitas foi diminuindo, diminuindo.. até quase não ter mais posts ao longo de uma semana.

Eu poderia dar milhões de descupas, que desde que eu voltei para o Brasil eu ainda não tenho uma casa (estou morando temporariamente na casa da sogrona) – quem dirá tenho um lugar para escrever e desenhar. Mas, a verdade é que estou desanimada (e não por falta de mesas e cadeiras). Acho que ainda não caiu a ficha de que voltei para o Brasil, depois de eu tanto dizer que não queria morar aqui porque é perigoso, é caro, e todos os outros argumentos de “classe média sofre”. Pensem, ontem fomos jantar em uma pizzaria, e a sogra falou brincando “não leve relógio caro porque o lugar já foi assaltado 3 vezes!!”?!?!! Hahah.. Engraçado como “ser assaltado” virou uma banalidade, tipo tomar uma injeção de vez em quando.

Estatisticamente, o índice de violência não é tão alto assim, o problema é aquela velha mania de achar que as coisas são muito piores do que realmente são, e claro, de viver reclamando.

Mas, como eu já disse, eu gosto dos novos anos, acho que é importante recomeçar. Os mais atentos devem ter percebido que tem muito tempo que eu não posto uma cena do dia-a-dia (parei de desenhar desde que voltei). Quando eu estava em Foz, eu estava tentando lembrar de todas as cenas do mês que passou para poder atualizar o blog, mas achei que não fazia muito sentido passar por dias que eu já nem lembro mais.

Então, é hora de começar o projeto de novo, do zero. E não somente o projeto, como a nova rotina em Curitiba, a academia que eu sempre largo depois de algumas semanas, e todos os outros projetos que ficaram em stand by. E se eu perder mais um dia, é só recomeçar, até conseguir, né? (Dizzz que siiimmm vai!!!)

001

 #01: eu preciso de um scanner! Hahahah..

Por hoje, é isso! 🙂

Photo on 2013-01-11 at 18.54 #3

Anitão vai lá desenhar mais um pouquinho! 😉

Comments

comments

Related posts:

11 comentários em “Dia 1 – Hora de recomeçar

  1. Eu tava pensando esses dias sobre essas coisas que a gente abandona… E quero parar com isso também. Vou começar algum projeto 365dias ou algo assim (combina com o titulo do meu blog, haha). Mas já tem data pra começar. dia 22 de janeiro, meu aniversário!
    Boa sorte pra nós, Anita!

  2. Aaaah que bom que você voltou com seus desenhos 🙂
    Eu estava assim também, meio desanimada, o blog ficou meio parado também no fim do ano, dai eu tava pensando em vários projetos pro blog porque eu PRECISO desenhar mais! Hahaha, mesmo com as aulas da facul desenhando, eu fico “aai não sei desenhaa”, se não sabe é porque não pratica. Ficar toda hora no pc tbm não ajudava haha, dai eu criei um projeto com outros blogueiros que envolve desenho, o 12 on 12. Por enquanto está dando certo. Esse hábito de desenhar todo dia, surgiu de inspiração dos seus 🙂 Sabe quando bate AQUELA vontade de desenhar e vc fica no “vou não vou”? haha ENTÃO! Só com projetos mesmo que encontramos motivação…

    E realmente, eu senti bastante que essa onda de assalto tá crescendo demais. T.T No final do ano passado, na praia eu fui assaltada! Primeira vez que fui assaltada. Droga. O cara me roubou a correntinha que meu namorado deu. Era aquelas correntinhas da Marisa, então não era ouro nem nada. Eu tava com a minha mãe andando no calçadão e como eu tava com bolha no pé, estava andando mais devagar. Dai o carinha passa de bicicleta e mete a mão no meu pescoço! O susto que eu levei.. Isso porque quando eu voltei pra casa, o jornal falando que “Em Guarujá no final de 2012 cresce os assaltos” ¬¬

    Mas realmente, também ficaria assim um pouco receosa de voltar a morar aqui depois de um tempo acostumado a morar fora do país com costumes/regras/ e policiais diferentes que realmente fazem seu trabalho! Quando voltei da 1 semana de férias de Londres eu senti a enorme diferença! T.T

    Beijos
    Aproveite seu blog como uma motivação. Dá certo sim ^^

    Ana Lú <3

    1. Yey! Pois é Ana Lú! Tá na hora de colar a bunda na cadeira e a gente se matar de desenhar, né? Hehehe..

      E caramba! Que susto você deve ter levado hein! Graças a Deus que de grave não aconteceu nada. Mas sabecomoé, a gente vai se acostumando (o que é triste na verdade).

      Bola pra frente, né? E bora manter nossos projetos em dia hein! Heheh..
      Beijão!

  3. Eu adoro seus desenhos (bom, sou fãnzona de todos os seus projetos!).
    Eu morro de saudades de Hong Kong, tudo o que eu queria era voltar pra lá. Fiquei 2 meses lá e já estou de volta há 5, mas a saudade bate todo dia. Lá eu podia sair sozinha a qualquer hora do e dia e da noite, com a minha tão suada câmera profissional no pescoço, podia fotografar tudo, comia bem, comprava tudo o que via e no final do dia não gastava nem 0% do que gastaria em São Paulo. Ok, aqui eu tenho amigos e família e uma cidade que também é linda, mas todo mundo está sempre correndo, semre com medo de sair, ou sem grana. Em HK em sentia falta do calor brasileiro, mas aqui ele fica trancado dentro de casa, não adianta muita coisa estar de volta.

    1. Aiiiii… HK!! <3<3
      Lá é o máximo, mas acho que não moraria por lá a longo prazo. Acho a cidade caótica e estressante demais! Se bem que, pra quem é de São Paulo, nem deve ser, né? Heheh..
      Aliás, quero tirar mais tempo para conhecer melhor São Paulo (mas sem câmera no pescoço.. hahah).
      =*

  4. Não pira, Anita! Aos poucos vc se habitua novamente… É muito tenso o Brasil, né? Fui passar uns dias em Fortaleza, de férias, e nem fui conhecer a famosa Praia do Futuro, pois vi alguns comentários num site de turismo que me deixaram de cabelo em pé, tamanha violência. Preferi não arriscar.

    Gostei muito de vc ter voltado a postar. Desanima não! Seus textos são deliciosos e engraçados. Amo passar aqui.

    Bjão e bom início de 2013.

  5. Anita!
    Demorei pra chegar aqui tentando zerar meus feeds, mas gosto muito de passar por aqui, sempre! Recomece sim, sempre, sem medo, vai dar tudo certo! E adoro ver os seus desenhos. Boa sorte de volta por aqui … Conheço a sensação do provisório, da casa da sogra, e sempre dá tudo certo no final (oi, q final), enfim …
    bjão!

Deixe uma resposta