30 for 30 Remix : A conclusão

Olá olá! Como vão, queridos leitores?
Por aqui vai tudo quente!! Sério, eu não aguento mais nem ficar reclamando aqui do calor.. hahah Eu não me importo tanto com o calor, eu só gostaria que a diferença climática não fosse tão extrema. Semana passada eu estava usando dois casacos, e hoje estou malemal de sutiã! Hahah..
Graças ao Bom Jesus de Iguape está com uma cara de chuva agora.

Outra coisa que está me incomodando, além do calor, é a Annatur Viagens e Turismo, uma agência de viagens de Curitiba que a minha “família” já é cliente a muito tempo. Desde sexta-feira passada, 27/01, estou aguardando a emissão de passagens, e até agora, nada. Já liguei, mandei email, etc e nada. Ou seja, para quem é de Curitiba, não recomendo. 

Enfim, vamos falar de coisas boas! O final do nosso Remix! EE! Resolvi fazer uma longa análise sobre os 30 looks, (então se não tiver paciência para ler, pode só dar um scroll para ver as fotos) mas antes, os looks que ficaram faltando:

Domingo 22, dia de caminhada. – Jaqueta Jeans Boby Blues (comprada em 2005, não lembro mais o preço); Shorts ZARA de Beijing R$70; Camiseta MANGO de Beijing R$25,00; Tênis da Puma R$75,00.

Segunda 23, dia de preguiça de pensar no look. –  Regata TOK R$39,90; Shorts Forever21 de Seoul (não lembro o preço); Tênis da Puma R$75,00;

Quarta-feira 25, dia “retrô”. – Camiseta MANGO de Beijing R$25,00; Jeans UNIQLO de HK R$50; Oxford Santa Lolla R$99,00.

Pronto! Completamos 30 dias com 30 peças de roupas! Viva!

(clique na imagem para ampliar)

O bom é que nesse exercício de usar apenas essas 30 peças e ocasionais extras, como as minhas leggings e meia-calças, é que aprendi a olhar para algumas peças com “outros olhos”. Poético, não? Veja o caso deste vestido Carina Duek para C&A, que depois de comprado, eu quase quis trocá-lo:

Com tantas opções de vestidos em meu guarda-roupas, eu dificilmente tentaria colocar uma camisa por cima dele para ficar com outra cara, afinal, é muito mais fácil declarar que não se tem roupa e sair em busca de um novo vestido.

É comum também a gente combinar aquela saia super etecetera e tal com uma basiquinha sem graça, ou ver um vestido apenas como um vestido, e concluir que devemos investir apenas em peças curingas. Ok, eu também acredito que devemos investir em peças que nos proporcionarão maior versatilidade em nossos guarda-roupas, mas a minha essência colorida e aparícia, quase como um pavão no cio, não me permite me restringir ao básico.
Acompanhe o meu cálculo não matemático:

Confere a soma? Heheh..
E agora vamos aos meus looks menos preferidos do nosso Remix:

Na verdade, eu não gosto muito de calça jeans, por isso eles são os menos preferidos, e também porque não consegui trazer muita “inovação” para eles. Os outros dois looks também ficaram sem graça e preguiçosos. Heheh..
E agora, os preferidos:

 Escolhi estes porque são combinações mais incomuns para mim, e fugiu da forma como eu sempre uso essas peças. Exceto o número 13, que é basiquinho, mas funcionou bem.

É isso, uff! Cansei!

Anitão acha que vai bater um bolo.. hmmm…

Comments

comments

Related posts:

6 comentários em “30 for 30 Remix : A conclusão

  1. Muito show esses looks.
    Aqui tá tão quente que não dá pra fazer tantas sobreposições, mas vou tentar fazer como você fez: pegar alguma roupa que não uso tanto e tentar dar uma cara diferente pra ela.

    Faz de novo!!! \o/

Deixe uma resposta